domingo, 27 de novembro de 2011

12ª JORNADA


Comentário:
Regresso a casa após a tarde atribulada de Sobrado, para um derbi de Gondomar que já há alguns anos não se realizava com a equipa de Atães.
A 1ª parte foi muito pobre, de parte a parte.Nenhuma das equipas consegui assentar o seu jogo, e os primeiros 45 minutos foram uma sucessão de passes errados e muito pontapé para o ar, tornando o jogo monótono e mal jogado.
Em termos de oportunidades, a 1ª surgiu para o Atlético na cobrança de um livre que foi salvo sobre a linha de golo.Quanto ao Ataense, resume-se também ao golo marcado após a marcação de um canto, saída em falso de Brás e o jogador forasteiro a encostar de cabeça para o 0-1.A outra jogada de registo, foi um remate de fora da área que embateu na barra do CART.
Esperava-se a reação do CART na 2ª parte, e de facto, a entrada de Filipe para o ataque deu maior agressividade no ultimo terço de terreno, mas o futebol praticado continuava a não ser escorreito e bonito, bem pelo contrário.
Mesmo não jogando bem, o Atlético empurrava o Ataense para o seu meio campo, prova disso é que os forasteiros não fizeram um único remate à baliza na 2ª parte.
Mas o jogo teria uns 15 minutos finais absolutamente frenéticos.Entravam Berg e Ribeiro e de um momento para o outro o estilo de jogo do Atlético alterou-se radicalmente.Pedro e Vitor os laterais, apoiavam o ataque com subidas constantes e Ribeiro trouxe capacidade de segura a bola e distribuir jogo.A equipa passou a jogar futebol de pé para pé e apoiado, massacrando a área forasteira com jogadas sucessivas de perigo.
Numa dessas jogadas, grande cruzamento da esquerda, Filipe entra de rompante ao 1º poste e faz um grande golo, empatando a partida.
Até ao final da partida, foi uma avalanche ofensiva que viria a culminar no minuto 95, quando Vitor marca um livre de forma magistral e dava a vitória ao Atlético.
Foi a loucura no Fernando Pedrosa, com os jogadores a festejarem com os adeptos em perfeita harmonia.
Já todos merecíamos um momento destes, o grupo e os sócios que semana após semana acompanham a equipa.
FORÇA ATLÉTICO!!! SEMPRE CONTIGO!!!

8 comentários:

C.A.R.T. disse...

Boas noites caros leitores.Comentário perfeito do sucedido hoje no Fernando Pedrosa,não poderia estar mais de acordo.Apenas vou ressalvar alguns pormenores na partida, uns positivos outros negativos.Hoje estreou-se Patrick ou Diouf, ainda não sei qual o nome do rapaz??,no nosso 11,e Paulo Almeida cobriu a baixa,(outra lesão?) de Pinheiro.Mas a grande novidade estava mesmo na baliza com a estreia de Pedro na presente época.O inicio do jogo foi confuso, e parecia que o Atlético com o seu 4-4-2 habitual, mais cedo ao mais tarde dominaria a partida, o Ataense pareceu-me sempre uma equipa na procura do contra ataque, e tentava sempre que podia,parar o jogo e o ritmo do jogo,daí a 1ª parte foi um tanto atípica e escassa em chances de golo e reduziu-se a uma enorme defesa do Guarda Redes visitante,ao golo visitante num erro claro do nosso Guarda redes e mais um grande remate forasteiro que levou a bola a embater violentamente na baliza de Pedro.E assim se chegou à 2ªparte,entra Filipe sai Antunes(outra lesão??),muda-se claramente para 4-3-3, mas a toada mantém-se, o Ataense ia levando a água ao seu moinho,através de perdas de tempo, e o Atlético não conseguia criar nada,vivendo de acções individuais de Diouf, muitas vezes abusivas e que nada traziam de produtivo a não ser o seu notório cansaço.E chega-se ao momento em que o Sr. Taveira tira um coelho da cartola, ou melhor, um Ribeiro da cartola, com a entrada deste,com a passagem de Pedro para lateral a equipa ganhou uma outra profundidade, e um jogo pelos flancos que até à altura não tinha tido,pois tanto Emanuel como Pedro tiveram numa tarde desinspirada,a nível ofensivo.Com Ribeiro em campo o atlético conseguiu alguém que tivesse bola no último terço e que a jogasse rapidamente,coisa que Marco hoje estranhamente não conseguiu fazer, e que diouf como disse usou e abusou dos lances individuais.O empate surge numa excelente combinação pelo flanco esquerdo,onde Vitor tira excelente e Filipe como ele sabe,e à ponta de lança,executa fantástico cabeceamento,Parque dos príncipes ao rubro e ainda se tinha 10m para a reviravolta, estes foram sufocantes, e no ultimo lance do jogo,Diouf que tanto tinha tentado é travado numa arrancada para a baliza,livre a cerca de 30m da baliza.o Fernando Pedrosa estava em silêncio, indescritível,este momento, podia ouvir-se um alfinete cair no chão,Vitor arranca e num fantástico pontapé coloca a bola no ângulo superior direito da baliza forasteira,Golaço monumental e final da partida.2-1 final, merecido, para uma equipa que muito tem sofrido, e em parte culpa nossa,adeptos muito exigentes.Vitor,melhor em campo,mereceu este momento.Ribeiro entrada Fundamental. Hoje não foi um jogo muito conseguido, houve até um deserto de ideias, mas o querer e raça também ganham jogos. De destacar que hoje a defesa esteve sólida, e só tremeu inicialmente com os homens rápidos visitantes,mas rapidamente se adaptou.O nosso meio campo hoje,não funcionou como na semana passada,muito por culpa do tipo de jogo que foi,como disse antes Pedro (melhorou muito,e teve muito bem quando foi para lateral)e Emanuel tiveram um tarde desinspirada,e permitam-me acrescentar aqui um aparte,que se passa com o coentrão de Rio tinto??parece triste o rapaz, no miolo Antunes, que até esteve em plano razoável na 1ªparte ficou nas cabinas e Teixeira fez dos piores jogos que me lembre dele com a camisola do Atlético,se na semana passada foi fulcral,hoje esteve claramente em tarde negativa,não acertou um passe. Na frente como disse, tanto Marco como Diouf não tiveram aquilo que a equipa necessitou, mas há jogos e jogos, hoje pedia-se outro tipo de avançados e o que é certo, é que o Sr.Taveira os meteu lá,falo de Filipe e Ribeiro.Falam tanto que o Sr. Taveira é limitado, mas hoje para mim ganhou ele o jogo do banco.2ª vitória no campeonato,e tal como o disse aqui na semana passada, o Atlético está vivo!!CART SEMPRE!!

JJ disse...

O Atlético apresentou se hoje em campo com algumas ausências de vulto como João Paulo, suspenso por 6 jogos, Ricardinho e Flávio.Mesmo assim estava reservada uma tarde magica e de emoções fortíssimas hoje no Fernando Pedrosa. O Atlético merecia, sem duvida, o momento como jogo de Hoje. A vitoria pelo que fez na segunda parte é mais que merecida. Recordo apenas que o Ataense no segundo tempo não fez um único remate a baliza e teve apenas um canto a favor.

Quanto ao jogo a primeira parte do CART foi bastante sofrida, com um futebol muito pobre e desligado entre os sectores, baseado no pontapé para a frente a espera de alguma coisa. Diouf era a único em campo com algum esclarecimento e quando tinha a bola nos pés tentava sair a jogar. Alias na minha opinião Diouf fez hoje uma grande exibição, mesmo em tremendas dificuldades físicas fez uma jogada fenomenal aos 94 minutos onde é carregado em falta. Mas já la vamos a épica segunda parte, falta apenas dizer que no primeiro tempo o Ataense chega a liderança numa falha defensiva e depois envia apenas uma bola a barra.

Inicio da segunda parte e tudo se altera. Filipe ( grande jogo e realizar a melhor época de sempre ai serviço do CART ) entra para o lugar de Antunes e o Atlético passa a dominar o jogo com a bola sempre a rondar a baliza adversária sendo que o GR do Ataense com duas intervenções de grande nível e alguma sorte a mistura ia adiando o empate. Depois o Sr Taveira lança no jogo Ribeiro e Berg e em boa Hora o fez. Alterando o esquema para um 4-3-3 com Diouf na esquerda e berg na direita e Ribeiro nas costas de Filipe O Atlético renasce das cinzas e passa a dar recital ofensivo. Inúmeros Cantos e cruzamentos até que ao minuto 30 da segunda parte, um grande jogada de envolvimento e de futebol apoiado do Atlético leva a Bola até Vitor que no enfiamento da área arranca um cruzamento portentoso para Filipe com instinto felino desviar ao Primeiro poste para golo. Estava conseguido o empate. Mas a exibição continua a melhorar e o Ataense já se defendia como podia, amontoando jogadores em frente a sua grande área e fazendo constantes percas de tempo, simulando lesões e retardando pontapés de Baliza. Mas então chega o minuto 90 + 4 e numa jogada de envolvimento Diouf recebe a bola, contemporiza e arranca numa diagonal diabólica para a área sendo parado apenas em falta a entrada da grande área. Depois surge o único jogador para assumir o momento e a responsabilidade de fazer justiça ao marcador. Vitor pega na bola coloca-a no local e temporiza a espera do apito, ainda se chegam perto dois jogadores mas manda-os sair. Este momento é só dele e de toda a equipa e dos muitos adeptos que ainda sonhavam e acreditavam. Ouve se o apito do Arbitro e Vitor parte para a bola e arranca um pontapé indefensável ao ângulo superior direito da baliza do Ataense... Um golão em qualquer parte do mundo, mas posso dizer que tive o feeling que ia ser golo e confirmei quando vi a bola a ser disparada pela Locomotiva... Estava feita justiça, e era tempo de festejar e celebrar loucamente no Fernando Pedrosa!!!

Vitoria importantíssima e inesquecível pela forma como foi obtida... Nota mais para os ultimos 15 minutos do CART que foram no mínimo avassaladores e de grande qualidade... Se jogarmos assim sempre, sem dar 45 minutos avanço ao adversário, podemos jogar olhos nos olhos com qualquer equipa deste campeonato!!!

Carrega CART!!!

Carrega Vitor, que grande exibição com um golo decisivo e uma assistência.... Este sim é o Vitor que estamos habituados A Locomotiva de Rio Tinto!!!

JJ disse...

Avaliação individual do jogadores do CART:

Na Baliza estreou-se Pedro Brás que teve uma Tarde atipica. Infeliz no primeiro golo pouco mais trabalho teve pois na segunda parte limitou-se a ser mais espectador.

Na defesa Pereirinha cumpriu defensivamente, já Fábio esteve imperial nas dobras, ganhando todos os lances que disputou. Paulo Almeida regressou a titularidade na ausência de Pinheiro realizando uma exibição imaculada e de muita entrega.

No meio campo Teixeira esteve uns furos abaixo da alta rotação e qualidade que nos habitou. Correu e lutou muito como sempre mas ofensivamente não esteve tão acutilante. Antunes fez 45 minutos de trabalho e correu muito, dando a sensação que precisa de aprimorar a posicionamento táctico dentro de campo, ou seja, correr melhor em vez de tanto. Pedro costa fez um jogo em que ocupou 3 posições na casa táctica do Atlético. Começou a médio direito, passou no inicio da segunda parte para médio centro quando Atlético alterou o esquema táctico para 4-3-3. Acabou a lateral direito e foi aí que encheu o campo, sempre bem defensivamente esteve fantástico no envolvimento ofensivo do CART na avalanche ofensiva que foram os últimos 15 minutos. Já Emanuel esteve longe do fulgor que já nos brindou na época passada e que o levou a ser apelidado de Coentrão de Rio Tinto. Quem não se lembra de jogos como o de Gondim. É claramente um extremo puro, a moda antiga, que precisa de jogar colado a linha, mas que hoje acabou no meio campo num jogo esforçado mas pouco esclarecido.

No ataque Marco como sempre lutou muito, suando a camisola, mas esta não foi a sua tarde. Diouf por seu lado foi, em minha opinião, na primeira parte o jogador do CART mais esclarecido e que tentava remar sozinho contra a maré. Muitas vezes é certo em acções individuais mas com futebo, que tem nós pés é um jogador que pode e deve arriscar num um para um.No segundo tempo jogou na esquerda do ataque e esteve bem, jogando mais para o colectivo e criando desequilíbrios. Mas a prova que Diouf tem algo mais surge no minuto 94, quando já jogava há mais de 15 minutos em notórias dificuldades físicas, faz uma arrancada em diagonal e diabólica, driblando o primeiro defesa e sendo carregado em falta já quase a entrada da área culminado assim uma boa exibição.

Do banco surgiu primeiro Filipe, e foi fundamental na vitoria do CART. Além de ter marcado o primeiro golo no golpe de cabeça a ponta de lança, esteve muito bem a descair para alas e na procura de espaços. Fez ainda um grande remate a 5 minutos do final que o Guarda Redes adversário parou numa excelente defesa. Ribeiro foi, como já disseram e muito bem o coelho da Cartola no jogo de hoje. Jogando a 10 atrás de Filipe, revolucionou o nosso estilo de jogo, sendo o pivot de toda a manobra ofensiva do CART, sendo que a bola saiu quase sempre redondinha e jogavel dos pés de Ribeiro, sendo fundamental na reviravolta do Atlético. Berg entrou para a direita e foi esclarecido ajudando a ala direita a defender com a atacar.

Por fim o deixou o Homem do Jogo. Vítor realizou hoje uma exibição de gala. A defender foi de betão a atacar e sobretudo na segunda parte foi demolidor. Na segundo parte e principalmente nos últimos 30 minutos, formou com Diouf uma ala esquerda implacável a atacar. Fez uma assistência para golo num cruzamento como manda as regras do bom futebol, deixando a cereja no topo do bolo para o minuto 94 num golão que só Vitor poderia marcar. Parece estar em claro subida de rendimento a Locomotiva para felicidade do Atlético que tanto precisa de um Vitor como o de hoje.

--atlético sempre-- disse...

amigo c.a.r.t. porque é que quem sai tem que ser lesao..?
porque levantar suspeitas para o ar.?
nao consigo entender.
se o sr taveira arrisca ou é tarde ou nao sao aqueles que voces querem???
nao consigo perceber certos comentarios..
a meu ver tivemos uma tarde em que mais uma vez se jogou bem mas tivemos o que nos tem faltado a dita SORTE.
porque nao pergunta junto de alguem o porque da falta deles em vez de "cuspir" pro ar?
abraço para todos e QUINTA-FEIRA lá estarei a apoiar estes herois.
força rapaziada

C.A.R.T. disse...

Sr atlético sempre, eu não mando nada para o ar, eu simplesmente disse aquilo que pensava.Eu por norma nem necessito de perguntar a ninguém,porque tudo se sabe,mas já cheguei a perguntar sim...e longe de mim querer levantar suspeitas,quando fui o 1º a dizer que foi a Sr. Taveira que ganhou este jogo, você interpretou foi mal o meu comentário,porque basicamente o que quis dizer é que já não chega ter-se o azar que se tem,mais os castigos,mais as lesões que neste momento os jogadores tem,mais as arbitragens que não assinalam um unico penalti a favor do Atlético,mas contra é sempre, seria galo perder mais esses 2 jogadores,não concorda??O Pinheiro fez um grande jogo no domingo passado, eu não estou dentro do balneário para saber o porquê da sua ausência,daí eu poder intuir que possa estar lesionado,se não está melhor.A outra lesão tem a ver de se passar a jogar em 4-3-3 e nesse triangulo do meio ser composto por Emanuel?? e Pedro?? mais o Teixeira,não achou estranho??Eu achei,aliás muita gente achou.Mas isso agora não vem ao caso,porque como disse, a equipa ganhou e está de parabéns,aliás mereceu.E agora que já tirei tudo a limpo,acha que passar de 4-4-2 para 4-3-3 é arriscar?Depende dos pontos de vista.Foi um prazer discutir..abço...CART SEMPRE!!

--atlético sempre-- disse...

eu nao quero entrar em comflito com ninguem mas quando se perdeu todos criticaram as opçoes tecnicas mas e ontem?
saiu o antunes e entrou o filipe.e as alteraçoes nao foram para melhor?
a mim o que me custa ler é só dizerem mal quando se perde mas quando se ganha ninguem diz nada só destacam o resultado.
já agora pelo que sei o pinheiro nao foi convocado devido á sua atividade profissional os outros toda gente sabe infelismente foram expulsos e vao cumprir jogos de castigo.
todos unidos a força é maior por isso eu nunca irei criticar pois como já disse eles tambem vem ler os nossos comentarios e por vezes isso revolta.
tenham cuidado ao que dizem
ABRAÇO PARA TODOS
ATÉ QUINTA

FCP FOREVER disse...

Boa tarde a todos os Atléticos!!

Mais um jogo complicado (como todos neste campeonato) em casa frente a uma equipa habituada a esta divisão e a outras superiores.

Pode-se dizer que o jogo decorreu de uma forma habitual até aos 75 min. com o CART a fazer da luta e da garra a sua grande arma, apresentando um futebol confuso e de demasiado pontapé para a frente.

A 15 min. do fim com a entrada de Ribeiro a equipa transforma-se e para surpresa de todos os presentes, passa a jogar um futebol de passe curto, troca de bola certeira, com boas triangulações a envolver por completo a equipa adversária e a criar sucessivas oportunidade de golo.
Os golos surgiram assim de forma natural, com excelente execução de Filipe e Vitor.

Uma duvida fica na minha cabeça ... irão estes 15 min repetir-se daqui para a frente?
Porque não vimos o nosso CART jogar mais vezes assim??

CART SEMPRE CONTIGO

--atlético sempre-- disse...

ESTIMADO RUI:
é só para relembrar que quinta feira há jogo e ainda nao colocou nada sobre isso..
nao sei se sabe mas assim fica o lembrete.
abraço